[Flávia] Centro Comercial de Hortifrutti

A ideia inicial do projeto foi um mercado e lanchonete que seriam abastecidos por uma horta local, cuidada pelos funcionários do empreendimento. O núcleo deste seria a própria horta, afim de disponibilizar para a comunidade da UFMG produtos orgânicos e lanches vegetarianos, já que a demanda pelo público vegetariano é cada vez maior, principalmente na Universidade.

A partir disso, a horta seria essencial para o funcionamento destes. Porém, tal comércio deveria ser aberto todos os dias, tendo também uma demanda de muitos vegetais por semana. Tirando-os de uma horta, a produção deveria ser intensa e rápida, o que requer uma horta de grande porte. Já que o objetivo central é a finalidade deste comércio, ou seja, a disponibilidade de produtos vegetarianos e orgânicos para a comunidade local, não faria diferença alguma plantá-los ou comprá-los.

A oferta de produtos orgânicos por produtores locais é alta. Existe atualmente um programa de incentivo aos produtores locais no qual é pago um valor mensal e, semanalmente, são entregues produtos frescos produzidos por estes. Dessa forma, há ainda o consumo de produtos orgânicos que o projeto propõe porém sem a horta e ainda incentivando a agricultura familiar.

O que será plantado no local, portanto, serão apenas algumas hortaliças de pequeno porte, como temperos em uma pequena área que funcionará como um jardim  vertical de inverno. A referência principal foi o Mercado Roma, localizado na Cidade do México.

 

Outra referência importante é o Mercado São Jorge de Itocorubi, em Florianópolis. Este tem foco em venda de produtos orgânicos, tendo uma parte de hortifrutti, um pequeno restaurante e um café.