[Letícia Vidal] Repertório Arquitetônico

A busca por repertório arquitetônico iniciou por meio de uma busca de diferentes tipos de ambientes a fim de ampliar a percepção dos elementos que a arquitetura engloba, como, por exemplo, as qualidades espaciais. Tais ambientes pesquisados foram instalações, pavilhão, centro para jovens, centro de visitantes, centro cultural, campus, espaço público, estrutura e instalações, stand, loja e sala de aula. Dentre as referências encontradas destacaram-se, em primeiro plano, três. São elas:

Conhecida por seus projetos de urbanismo e espaços público, Medellín, vencedora de prêmio de cidade inovação, traz obras interessantes como o “Orquideograma del Jardín Botánico de Medellín”. Essa obra se torna interessante pela sua forma orgânica e o modo como se utiliza a madeira.

Projeto do escritório paulistano Piratininga, a Galeria Luciana Brito se destaca pela simplicidade e harmonia, o contato do exterior e interior que ocorre pela vegetação, a parede e o telhado semi abertos.

Projeto de Vo Trong Nghia Architetcts, “a lanterna” traz um interessante uso de blocos de madeira semi abertos trabalhados que constituem uma parede, que deixa-se de ser uma barreira fechada e tende-se a deixar levemente gradação dos ambientes.

 

Outras obras, mantidas em segundo plano, que demonstraram alguns interessantes elementos foram:

– Pavilhão Una – Apiacás Arquitetos
– Pavilhão de Reflexos – Studio Tom Emerson
– Zeimuls, Centro de Serviços Criativos da Letônia Oriental – SAALS Architecture
– Espaço público Tapis Rouge (Haiti) – Emergent Vernacular Architecture
– Banco de neve – Atelier Pierre Thibault
– St. Johannesplan & Praça Konsthall – White
– Nautilus – TEN + NCO City Creative Network
– Novo Jardim Permanente – Gabriel Orozco

Advertisements

[Letícia Vidal] SEdoA – Serviços e Exposições do Aluno

O projeto visa unir elementos atrativos para os passantes como sanitários, lugar para descansar e uma compacta gráfica, assim, após estar no local o passante possa, também, desfrutar de exposições de trabalhos dos alunos presentes no local. Além disso, o projeto conta com pequenas salas, que podem ser utilizadas como espaço de estudo em grupo ou salas de aula “livres”.

As justificativas deste projeto se encontram nas demandas apresentadas nas entrevistas, além da ausência de banheiros externos aos prédios nessa região do câmpus, como, também, visa facilitar a vida do estudante, que possuirá um lugar perto para o uso do xerox, descansar ou se reunir.

A localização escolhida foram próximas do trajeto criado pelos próprios usuários do câmpus e do restaurante universitário.

projeto.png