[Samantha] Obras análogas – Espaço de Vivência

Centro de Vivência na Universidade Federal de Juiz de Fora

centro_vivencia1
Centro de Vivência: sanitário público, lanchonete, serviços acadêmicos, posto de atendimento bancário
Praça cívica ufjf
Praça Cívica UFJF

 

jardim_sensorial
Jardim Sensorial UFJF
Planetário e observatório ufjf
Planetário e Observatório UFJF
academia_ao_ar_livre_ufjf_21082013_foto_gessica_leine_UFJF
Academia ao ar livre e parquinho UFJF
empresário-Lucas-com-sobrinhos-na-academia-ao-ar-livre-Foto-Géssica-Leine
Parquinho UFJF

http://www.ufjf.br/secom/2010/12/10/comunidade-ganha-centro-de-vivencia-academia-ao-ar-livre-e-jardim-sensorial/

Sesc Pompeia, São Paulo

big_00503_130731-180D

Sesc+pompeia+5
sesc-pompeia

SESC-POMPEIA-EXPOSIÇÃO-MIL-BRINQUEDOS-FOTOS-JOCA-DUARTE-(43)

Advertisements

[Samantha] Espaço de Vivência

Nome do projeto: Espaço de Vivência UFMG

Justificativa:

Em decorrência do diálogo estabelecido com alunos, funcionários e frequentadores da UFMG, bem como do posicionamento do terreno, percebeu-se a viabilidade de um Espaço de Vivência, visto que o Campus abriga diferentes tipos de convívios e interações socioespaciais potencialmente estimuláveis.

Nesse contexto, as principais questões levantadas apontavam para a ineficiência da articulação de serviços e informações ao longo do Campus, assim como para a falta de um ambiente coletivo com funcionamento flexível, cuja administração fosse menos burocrática. Além disso, imersas em suas rotinas, muitas pessoas não pensam sobre o espaço no qual passam a maior parte do seu dia, cientes apenas de suas rotas diárias, construídas em função das salas de aula que frequentam. Ainda, a escolha do local de implantação da edificação deveu-se à proeminência dos elementos da paisagem natural circundante (vegetação e desníveis do terreno) e à sua posição estratégica, fazendo parte do trajeto de inúmeras pessoas.

Dessa forma, pretende-se, com a implantação do Espaço de Vivência UFMG, auxiliar a Universidade na distribuição de serviços e informações. Trata-se de um ponto de referência coletivo cuja principal premissa será sensibilizar as pessoas para uma dimensão humana que extrapole o universo acadêmico, valorizando, assim, aquilo que é inerente ao espaço público, ao lazer, ao ócio e à paisagem circundante.

planta a

#espaçodeconvivência #espaçopúblico #espaçopolivalente #espaçoflexível